Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013

Cirque du Belén

O Natal já passou e o Cirque du Soleil, que costuma brindar os portugueses com espectáculos natalícios, já lá vai. Mas as acrobacias voltaram a Lisboa lá para os lados de Belém. Aníbal fez "A" acrobacia-mor. Nenhum elenco com mais de cinquenta artistas e músicos de 17 países diferentes conseguia o que Aníbal conseguiu.

 

Aníbal ia fazer o maior número de Synchro Trapeze de sempre, mas nem por isso estava nervoso naquele fim-de-tarde de sexta-feira. Agarrou-se ao trapézio, tomou balanço e, com uma roupa extravagante que lhe aumentava confiança, saltou de um baloiço para o outro, qual trapezista oriental.

 

Voando entre as mãos estendidas dos outros que o miravam nos baloiços de corda, Cavaco enrolou-se numa múltipla pirueta a 18 metros do chão, número muito arricado mesmo para um saltador experiente. Seguiu-se um encarpado de pernas flectidas sincronizado ao ritmo da música que lhe dá alento e voou em espectaculares cambalhotas, piruetas e flic-flacs, até aterrar numa barra estreita num equilíbrio que só um grande artista consegue alcançar.

 

Assim que os pés do Mestre de Synchro Trapeze pousaram na barra, pés e mãos em "V", Aníbal culmina a sua piruetada mágica sacando de um cartaz que rapidamente ergueu em cima da cabeça coberta de brilhantina. Num néon luminoso lia-se a seguinte frase: «é "da" em vez de "de"».

 

O público hesitou, não compreendeu bem o que quis transmitir. Mas logo uma parte da plateia começou a gritar "muito bem, muito bem"! Outros aplaudiram. Alguns perguntaram "mas de onde é que ele sacou aquilo?”

 

Para estupefacção até dos próprios treinadores e família, Aníbal tinha surpreendido com o número daquela tarde.

 

No final do espectáculo, o Synchro Trapeze Master não quis dar entrevistas nem sequer autógrafos aos seus fãs.

 

Escreveu, nessa noite, um curto post no Facebook. Apenas com a frase: "I'm DA Master! Lol!".

 

 

publicado por Ana Catarina Santos às 18:01
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Universo de Paralelos a 26 de Fevereiro de 2013 às 23:29
Pois é, talvez visse Cavaco Silva como uma marioneta nas mãos de conhecidos e "amigos", mas um trapezista também é uma analogia que encaixa perfeitamente.
Mandam este e aquele que o "da" se chegue à frente, pois já não lhes permitem que façam mais asneiras na poltrona onde assentaram durante três mandatos. Está na hora de mudar. pensam candidatos e PSD, principal prejudicado nesta dança de cadeiras.

Cumprimentos

Comentar post

apresentação

Tudo o que sobe também desce

Conheça a história do ascensor aqui.

autores

pesquisar

posts recentes

Manifesto da demissão do ...

Marca registada

Stôra

O fim da coligação, segun...

Pergunta remodelada

...un portugués

Contas para meter medo

O homem do dia

Como Alemanha e Portugal ...

Uma demissão exemplar...

arquivos

links

subscrever feeds