Sábado, 5 de Janeiro de 2013

Pílulas de Dikaiosyne

 

Nomes que pululam na minha cabeça

 

Górgias, Ménon, Fedro.

Fédon, Equécrates, Cármides, Lísis.

Teeteto, Polemarco, Trasímaco de Calcedónia.

Adimanto, irmão de Platão.

Sócrates, Nicérato, filho de Nicías

Lisías e Eutidemo, Céfalo.

Demóstenes, Eratóstenes,

Glaucón, irmão de Platão.

Carmantidas e Clitofonte

Sócrates (náo este, o outro).

Péricleas, Polidamas, Isménias de Tebas.

Pireu, Téages, Dionísio de Siracusa.

Batalha de Mégara, Mês de Thargelion (Junho).

Potone, irmã de Platão.

Timeu de Locros, Hermócrates e Crítias.

Lacques, Eutifron,

Philosophos, amigo do saber.

Philodoxos, amigo da opinião.

Contos de Alcínoo, Alquimos,

Er, Arménio, Panfília, Crátilo.

Antifonte, meio-irmão de Platão.

Orfeu, Ájax, Agamémnom, Ulisses.

Láquesis, Cloto, Átropos.

Letes, Ameles, Ananke.

Dikaios, virtude.

Dikaiosyne, totalidade das virtudes.

Megas agon, grande combate.

 

Sim. Estou a reler a República, de Platão.

 

Devia ser prescrito pelo médico a quem toma em mãos a coisa pública. 

Dikaios, virtude.

Dikaiosyne, totalidade das virtudes.

Pílulas de Dikaiosyne, especialmente.

Diárias, senhor doutor.

Eles precisam.

 

publicado por Ana Catarina Santos às 02:06
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Universo de Paralelos a 7 de Janeiro de 2013 às 13:33
Aquele livro de capa azul bebé que nos dá um nó na língua.
De Vítor Matos a 7 de Janeiro de 2013 às 14:33
As passas estavam estragadas?...

Comentar post

autores

pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

subscrever feeds